No primeiro parágrafo, a referência a fatos como as manifestações de junho de 2013 e a ocorrência de rolezinhos

As questões de (01) a (08) referem-se ao texto a seguir. 

O rolezinho da juventude nas ruas do consumo e do protesto

por Renato Souza de Almeida

Os jovens têm criado formas cada vez mais interessantes de  manifestação. Desde as jornadas de junho de 2013 – que levou às  ruas milhares de brasileiros – até os chamados “rolezinhos” – que  também vêm colocando centenas em circulação – se instalou uma  crise na análise daqueles que insistiam em afirmar uma possível  apatia dessa geração juvenil.

“Sair de rolê...” significa dar uma circulada despretensiosa  pela vila ou pela cidade. É possível dar um rolê de trem, de ônibus ou a pé. Geralmente, o rolê está ligado ao lazer ou a alguma prática cultural. Sai de rolê o pichador, o skatista, o caminhante... O que vem chamando a atenção de muita gente é como um simples gesto de sair e circular de forma livre tem ocupado um papel central nas principais mobilizações juvenis na cidade de São Paulo nos últimos tempos.

[...] Quem não é mais jovem e sempre morou nas periferias  de São Paulo, com raras exceções, vai se recordar que a rua era o  espaço por excelência da sociabilidade, do lazer e da convivência. Com a chegada do asfalto, vieram também muitos carros e se  instituiu como verdade o discurso de que a rua é lugar perigoso e  violento. Para muitos adultos, as políticas culturais só se justificam  se for para “tirar os jovens das ruas”. Para os jovens, ao contrário,  suas ações culturais só têm força e sentido quando acontecem na  rua, no espaço público. A condenação da rua como espaço da violência veio  acompanhada da chegada dos shopping centers também às  periferias. Muita gente vai ao shopping tentar encontrar um vazio  deixado pelo “fim” das ruas. Para além do consumo, busca-se  num shopping um passeio mais livre, solto, e a possibilidade de encontro com pessoas de fora do círculo mais próximo, familiar. No  entanto, esse encontro não acontece. Tampouco a livre circulação.  As pessoas só encontram uma multidão “sem rosto e coração”  – nos dizeres dos Racionais MC’s –, e a circulação no interior do  shopping não pode ocorrer de forma livre e espontânea. Ela tem regras claras e rígidas: os pobres podem circular pelo shopping, contanto que finjam pertencer a outra classe social. Mesmo que circulem no shopping sem recursos para consumir, eles devem desejar consumir. Da mesma forma, os negros podem circular pelo shopping tranquilamente, desde que finjam ser brancos nas  vestimentas, nos cabelos, no comportamento etc.

Os rolezinhos em shoppings – da periferia ou das áreas  abastadas –, que se tornaram um fenômeno neste verão, têm  características muito semelhantes com os pancadões de rua  realizados de forma espontânea e congregam um número  significativo de jovens que se reúnem, sobretudo, em torno da  expressão cultural do funk. O polêmico e famigerado funk é um  dos principais mobilizadores dos jovens na metrópole paulistana. E  um dos segredos da sua força não está necessariamente no apelo  sexual de algumas músicas ou na sua batida envolvente, mas na  forma como ressignificou as ruas para esses jovens. “No dia em  que tem pancadão, a rua é nossa!” E se a rua é “nossa”, pode-se fazer qualquer coisa, inclusive não fazer nada... E, se o “som é de preto, de favelado e, quando toca, ninguém fica parado”, não há  necessidade de fingir ser outra coisa, como exigem os shoppings centers. Ao contrário, é um momento de afirmação dessa mesma identidade periférica. Nesse sentido, estar no shopping – no local que a sociedade estabeleceu para substituir a rua – é bastante provocador.

Os  rolezinhos levaram para dentro do paraíso do consumo a afirmação  daquilo que esse mesmo espaço lhes nega: sua identidade periférica.  Se quando o jovem vai ao shopping namorar ou consumir com alguns amigos ele deve fingir algo que não é, com os rolezinhos  ele afirma aquilo que é! E quando faz essa afirmação ele revela a  contradição na lógica dos shopping centers. Ou seja, os rolezinhos põem por terra a aparente circulação livre e o espaço aberto que os  shoppings dizem proporcionar. Quando o jovem afirma, por meio do rolezinho, sua identidade de negro e pobre, a contradição se  evidencia e a polícia é acionada, e tão logo o paraíso do consumo e do prazer se revela como o inferno do preconceito racial e da violência.

Esses jovens que hoje mobilizam os rolezinhos são  intitulados “geração shopping center”, consumista, por parte dos mais velhos. Porém a prática dos rolezinhos nos shoppings está revelando a contradição mais aguda desse espaço que tentou tomar o locus simbólico da rua. Nos rolezinhos, os jovens não são consumidores, mas produtores. Produzem um novo jeito de circular pelo shopping. Produzem uma prática cultural que se contradiz com esse lugar. Produzem contradição e desordem no sistema. E produzem uma nova gramática política ao afirmar sua classe num espaço que existe para negá-la. [...]
Disponível em: < http://www.diplomatique.org.br>.
Acesso em: 29 ago. 2014 - Artigo publicado em 03 fev. 2014 (fragmento de texto)

CEFET-MG - QUESTÃO 02
No primeiro parágrafo, a referência a fatos como as manifestações de junho de 2013 e a ocorrência de rolezinhos tem a finalidade de

a) analisar impactos da ação juvenil sobre a sociedade. 

b) apresentar a opinião da sociedade sobre os adolescentes.

c) contextualizar a discussão sobre o comportamento de jovens.

d) demonstrar a visão de algumas pessoas a respeito da apatia juvenil.

QUESTÃO ANTERIOR:

RESOLUÇÃO:
Não temos resolução para essa questão! Você sabe explicar? Copie o link dessa página e envie sua resolução clicando AQUI!

GABARITO:
c) contextualizar a discussão sobre o comportamento de jovens.

PRÓXIMA QUESTÃO:

QUESTÃO DISPONÍVEL EM:

COMENTÁRIOS

Nome

ads,41,curiosidades,2,enade,23,exercícios,4,inglês,1,português,1,provas,74,questão da albert einstein,1,questão da cespe,1,questão da famema,40,questão da famerp,2,questão da fatec,54,questão da fepese,80,questão da fgv,72,questão da fuvest,272,questão da santa casa,80,questão da uece,100,questão da ufrgs,325,questão da unesp,180,questão da unicamp,72,questão da uniceub,108,questão da unifesp,428,questão da unioeste,80,questão de administração,11,questão de administração pública,3,questão de agroindústria,1,questão de alemão,25,questão de atualidades,10,questão de biblioteconomia,15,questão de biologia,162,questão de biomedicina,14,questão de ciências,42,questão de ciências contábeis,7,questão de ciências econômicas,3,questão de ciências sociais,37,questão de concurso,521,questão de design,45,questão de direito,189,questão de direito penal,22,questão de direito processual penal,21,questão de direito tributário,5,questão de educação física,71,questão de enfermagem,5,questão de espanhol,63,questão de estatística,24,questão de filosofia,15,questão de física,197,questão de francês,33,questão de gastronomia,22,questão de geografia,285,questão de gestão ambiental,17,questão de gestão comercial,1,questão de gestão de recursos humanos,13,questão de história,206,questão de informática básica,5,questão de inglês,30,questão de italiano,25,questão de legislação,10,questão de literatura,48,questão de matemática,295,questão de medicina,105,questão de música,45,questão de português,330,questão de processos gerenciais,6,questão de química,192,questão de relações internacionais,6,questão de secretariado executivo,3,questão de sociologia,32,questão de turismo,39,questão de vestibular,3074,questão de zootecnia,29,questão do cefetmg,130,questão do cfc,50,questão do enade,519,questão do enare,41,questão do encceja,357,questão do enem,765,questão do ifpi,119,questão do ifsul,1,questão do ita,138,questão do revalida,105,questão filosofia,32,questão gs,20,questão idcap,39,questão inglês,115,questão ioplan,25,questão jornalismo,3,questão mackenzie,1,questão medicina,10,questão nível superior,39,questão nutriçao,74,questão oab,86,questão odontologia,51,questão pedagogia,12,questão psicologia,3,questão publicidade propaganda,3,questão química,54,questão serviço social,30,questão técnico enfermagem,55,questão ucb,1,questão uel,58,questão unesp,60,questões,5646,questões da oab,79,questões de direito,76,
ltr
item
Questões com Gabarito: No primeiro parágrafo, a referência a fatos como as manifestações de junho de 2013 e a ocorrência de rolezinhos
No primeiro parágrafo, a referência a fatos como as manifestações de junho de 2013 e a ocorrência de rolezinhos
No primeiro parágrafo, a referência a fatos como as manifestações de junho de 2013 e a ocorrência de rolezinhos
Questões com Gabarito
https://www.questoes.indagacao.com/2021/09/no-primeiro-paragrafo-referencia-fatos-como-as-manifestacoes-de-junho-de-2013-e-a-ocorrencia-de-rolezinhos.html
https://www.questoes.indagacao.com/
https://www.questoes.indagacao.com/
https://www.questoes.indagacao.com/2021/09/no-primeiro-paragrafo-referencia-fatos-como-as-manifestacoes-de-junho-de-2013-e-a-ocorrencia-de-rolezinhos.html
true
2441277946171097403
UTF-8
Todas as Postagens Não foram encontradas postagens VEJA TODOS Leia Mais Resposta Cancelar resposta Deletar Por Home PÁGINAS POSTS Veja todos RECOMENDADOS PARA VOCÊ Tudo Sobre ARQUIVOS BUSCAR TODOS OS POSTS >Nenhuma postagem foi encontrada Voltar para Home Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junio Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora mesmo 1 minuto atrás $$1$$ minutos agora 1 hora atrás $$1$$ horas atrás Ontem $$1$$ dias atrás $$1$$ semanas atrás mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir CONTEÚDO PREMIUM BLOQUEADO PASSO 1: Compartilhar em uma rede social PASSO 2: Clique no link na sua rede social Copiar todo o código Selecionar todo o código Todos os códigos foram copiados Não é possível copiar os códigos / textos, pressione [CTRL] + [C] para copiar Tabela de conteúdo