Além da variedade de discursos diretos e indiretos, a narrativa de ficção, a partir das últimas décadas do século XIX

Para responder às questões de 02 a 07, leia o trecho do conto “A menina, as aves e o sangue”, do escritor moçambicano Mia Couto (1955- ).

Aconteceu, certa vez, uma menina a quem o coração batia só de quando em enquantos. A mãe sabia que o sangue estava parado pelo roxo dos lábios, palidez nas unhas. Se o coração estancava por demasia de tempo a menina começava a esfriar e se cansava muito. A mãe, então, se afligia: roía o dedo e deixava a unha intacta. Até que o peito da filha voltava a dar sinal:

— Mãe, venha ouvir: está a bater!

A mãe acorria, debruçando a orelha sobre o peito estreito que soletrava pulsação. E pareciam, as duas, presenciando pingo de água em pleno deserto. Depois, o sangue dela voltava a calar, resina empurrando a arrastosa vida.

Até que, certa noite, a mulher ganhou para o susto. Foi quando ela escutou os pássaros. Sentou na cama: não eram só piares, chilreinações. Eram rumores de asas, brancos drapejos de plumas. A mãe se ergueu, pé descalço pelo corredor. Foi ao quarto da menina e joelhou-se junto ao leito. Sentiu a transpiração, reconheceu o seu próprio cheiro. Quando lhe ia tocar na fronte a menina despertou:

— Mãe, que bom, me acordou! Eu estava sonharpássaros.

A mãe sortiu-se de medo, aconchegou o lençol como se protegesse a filha de uma maldição. Ao tocar no lençol uma pena se desprendeu e subiu, levinha, volteando pelo ar. A menina suspirou e a pluma, algodão em asa, de novo se ergueu, rodopiando por alturas do tecto. A mãe tentou apanhar a errante plumagem. Em vão, a pena saiu voando pela janela. A senhora ficou espreitando a noite, na ilusão de escutar a voz de um pássaro. Depois, retirou-se, adentrando-se na solidão do seu quarto. Dos pássaros selou-se o segredo, só entre as duas.[...]

Com o tempo, porém, cada vez menos o coração se fazia frequente. Quase deixou de dar sinais à vida. Até que essa imobilidade se prolongou por consecutivas demoras. A menina falecera? Não se vislumbravam sinais dessa derradeiragem. Pois ela seguia praticando vivências, brincando, sempre cansadinha, resfriorenta. Uma só diferença se contava. 

Já à noite a mãe não escutava os piares.

— Agora não sonha, filha?
— Ai mãe, está tão escuro no meu sonho!

Só então a mãe arrepiou decisão e foi à cidade:

— Doutor, lhe respeito a permissão: queria saber a saúde de minha única. É seu peito... nunca mais deu sinal.

O médico corrigiu os óculos como se entendesse rectificar a própria visão. Clareou a voz, para melhor se autorizar. 

E disse:

— Senhora, vou dizer: a sua menina já morreu.
— Morta, a minha menina? Mas, assim...?
— Esta é a sua maneira de estar morta.

A senhora escutou, mãos juntas, na educação do colo. Anuindo com o queixo, ia esbugolhando o médico. Todo seu corpo dizia sim, mas ela, dentro do seu centro, duvidava. 

Pode-se morrer assim com tanta leveza, que nem se nota a retirada da vida? E o médico, lhe amparando, já na porta:

— Não se entristonhe, a morte é o fim sem finalidade.

A mãe regressou à casa e encontrou a filha entoando danças, cantarolando canções que nem existem. Se chegou a ela, tocou-lhe como se a miúda inexistisse. A sua pele não desprendia calor.

— Então, minha querida não escutou nada?

Ela negou. A mãe percorreu o quarto, vasculhou recantos. Buscava uma pena, o sinal de um pássaro. Mas nada não encontrou. E assim, ficou sendo, então e adiante.

Cada vez mais fria, a moça brinca, se aquece na torreira do sol. Quando acorda, manhã alta, encontra flores que a mãe depositou ao pé da cama. Ao fim da tarde, as duas, mãe e filha, passeiam pela praça e os velhos descobrem a cabeça em sinal de respeito.

E o caso se vai seguindo, estória sem história. Uma única, silenciosa, sombra se instalou: de noite, a mãe deixou de dormir. Horas a fio a sua cabeça anda em serviço de escutar, a ver se regressam as vozearias das aves.
(Mia Couto. A menina sem palavra, 2013.)

UNESP 2023 - QUESTÃO 03
Além da variedade de discursos diretos e indiretos, a narrativa de ficção, a partir das últimas décadas do século XIX, utiliza um tipo de discurso que consiste na combinação dos já existentes, misturando valores estilísticos de um e de outro: é o discurso indireto livre. O discurso indireto livre não deixa claro quem está com a palavra, se o narrador ou a personagem.
(Nilce Sant’Anna Martins. Introdução à estilística, 1989. Adaptado.)

Constitui exemplo de discurso indireto livre o seguinte trecho:

(A) “— Ai mãe, está tão escuro no meu sonho!” (9º parágrafo)

(B) “A mãe, então, se afligia: roía o dedo e deixava a unha intacta.” (1º parágrafo)

(C) “A senhora ficou espreitando a noite, na ilusão de escutar a voz de um pássaro.” (6º parágrafo)

(D) “Pode-se morrer assim com tanta leveza, que nem se nota a retirada da vida?” (16º parágrafo)

(E) “— Morta, a minha menina? Mas, assim...?” (14º parágrafo)

QUESTÃO ANTERIOR:

GABARITO:
(D) “Pode-se morrer assim com tanta leveza, que nem se nota a retirada da vida?” (16º parágrafo)

RESOLUÇÃO:
Não temos resolução para essa questão! Você sabe explicar? Copie o link dessa página e envie sua resolução clicando AQUI!

PRÓXIMA QUESTÃO:

QUESTÃO DISPONÍVEL EM:
Nome

curiosidades,2,enade,23,exercícios,4,inglês,1,português,1,provas,82,provas unicesumar,25,questão biomedicina,40,questão consulplan,109,questão da agirh,25,questão da albert einstein,71,questão da ameosc,15,questão da amrigs,10,questão da avança sp,40,questão da cespe,1,questão da espcex,198,questão da espm,40,questão da famema,80,questão da famerp,52,questão da fapese,10,questão da fatec,108,questão da fcc,90,questão da fepese,205,questão da fgv,503,questão da fmabc,40,questão da fuvest,496,questão da mackenzie,202,questão da oab,354,questão da obmep,97,questão da reis&reis,20,questão da santa casa,179,questão da ucpel,32,questão da uece,302,questão da ueg,168,questão da uel,48,questão da uema,159,questão da uesb,60,questão da ufgd,447,questão da ufpel,107,questão da ufrgs,325,questão da ufu,94,questão da unesc,12,questão da unesp,294,questão da unicamp,155,questão da unicesumar,175,questão da uniceub,108,questão da unichristus,54,questão da unifenas,94,questão da unifesp,428,questão da unifor,165,questão da unioeste,164,questão da unirv,147,questão da unisc,1,questão da unitins,157,questão da usp,218,questão de administração,66,questão de administração pública,3,questão de agroindústria,1,questão de agronomia,20,questão de alemão,25,questão de arquitetura,10,questão de artes,21,questão de atualidades,25,questão de biblioteconomia,55,questão de biologia,403,questão de biomedicina,14,questão de ciências,42,questão de ciências contábeis,10,questão de ciências da natureza,169,questão de ciências econômicas,3,questão de ciências humanas,159,questão de ciências sociais,69,questão de concurso,1961,questão de conhecimentos gerais,8,questão de contabilidade,128,questão de design,45,questão de direito,629,questão de direito administrativo,5,questão de direito civil,10,questão de direito constitucional,5,questão de direito penal,23,questão de direito processual penal,21,questão de direito tributário,5,questão de educação física,107,questão de enfermagem,5,questão de ensino religioso,10,questão de espanhol,307,questão de estatística,24,questão de filosofia,168,questão de física,522,questão de fonoaudiologia,9,questão de francês,68,questão de gastronomia,22,questão de geografia,506,questão de gestão ambiental,17,questão de gestão comercial,1,questão de gestão de recursos humanos,13,questão de história,461,questão de informática,29,questão de inglês,507,questão de italiano,25,questão de legislação,42,questão de literatura,95,questão de literatura brasileira,16,questão de marketing,17,questão de matemática,1189,questão de medicina,737,questão de medicina veterinária,25,questão de música,84,questão de português,942,questão de processos gerenciais,23,questão de química,481,questão de raciocínio lógico,25,questão de radiologia,10,questão de relações internacionais,6,questão de saúde pública,25,questão de secretariado executivo,3,questão de serviço social,2,questão de sociologia,71,questão de turismo,53,questão de ufgd,87,questão de vestibular,7543,questão de zootecnia,29,questão do cefetmg,194,questão do cfc,148,questão do enade,1638,questão do enare,41,questão do encceja,357,questão do enem,1323,questão do ifpi,635,questão do ifsul,1,questão do ita,228,questão do mackenzie,68,questão do revalida,295,questão farmácia,25,questão fisioterapia,25,questão gs,20,questão iave,30,questão idcap,39,questão ieses,24,questão ioplan,25,questão jornalismo,3,questão mackenzie,1,questão máxima,30,questão medicina,10,questão nível superior,39,questão nutriçao,74,questão oab,86,questão objetiva,20,questão odontologia,106,questão pedagogia,12,questão psicologia,13,questão publicidade propaganda,3,questão química,54,questão serviço social,30,questão técnico enfermagem,55,questão ucb,1,questão uel,58,questão uenp,65,questão unesp,60,questão unirg,174,questão upe,68,questões,13912,
ltr
item
Questões com Gabarito: Além da variedade de discursos diretos e indiretos, a narrativa de ficção, a partir das últimas décadas do século XIX
Além da variedade de discursos diretos e indiretos, a narrativa de ficção, a partir das últimas décadas do século XIX
Além da variedade de discursos diretos e indiretos, a narrativa de ficção, a partir das últimas décadas do século XIX
Questões com Gabarito
https://www.questoes.indagacao.com/2022/11/alem-da-variedade-de-discursos-diretos-e-indiretos-a-nativa-de-ficcao-a-partir-das-ultimas-decadas-do-seculo-xix.html
https://www.questoes.indagacao.com/
https://www.questoes.indagacao.com/
https://www.questoes.indagacao.com/2022/11/alem-da-variedade-de-discursos-diretos-e-indiretos-a-nativa-de-ficcao-a-partir-das-ultimas-decadas-do-seculo-xix.html
true
2441277946171097403
UTF-8
Todas as Postagens Não foram encontradas postagens VEJA TODOS Leia Mais Resposta Cancelar resposta Deletar Por Home PÁGINAS POSTS Veja todos RECOMENDADOS PARA VOCÊ Tudo Sobre ARQUIVOS BUSCAR TODOS OS POSTS >Nenhuma postagem foi encontrada Voltar para Home Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junio Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora mesmo 1 minuto atrás $$1$$ minutos agora 1 hora atrás $$1$$ horas atrás Ontem $$1$$ dias atrás $$1$$ semanas atrás mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir CONTEÚDO PREMIUM BLOQUEADO PASSO 1: Compartilhar em uma rede social PASSO 2: Clique no link na sua rede social Copiar todo o código Selecionar todo o código Todos os códigos foram copiados Não é possível copiar os códigos / textos, pressione [CTRL] + [C] para copiar Tabela de conteúdo